sexta-feira, 31 de julho de 2009

dois pontos



1- Esta MSS, empresa ligada ao ramo da construção civil, não é a mesma que enlameou o nome da cidade da Póvoa de Varzim devido ao escândalo de doping na equipa de ciclismo LA-MSS-Póvoa, onde o nome de Manuel Zeferino surge em grande destaque, continuando esta Câmara Municipal a conceder todo o apoio financeiro ainda antes de se saberem resultados do processo que está a decorrer? Como é que aparece a patrocinar outra equipa de ciclismo da Póvoa, a MSS/Povoa de Varzim/Maxibikes? Será que vai construir o Garret? Ou o Mercado do Macedo Vieira? Depois de se apresentar à falência. Leia aqui.

2- É preciso que a oposição, e aqui refiro toda a oposição, tome as devidas e necessárias posições sobre o evento organizado pela Câmara Muncipal da Póvoa de Varzim, através do primo do Macedo Vieira, ligado ao PSD de Vila do Conde e dono da School Eventos, que vai decorrer no dia 10 de Outubro, véspera das eleições autárquicas.
Trata-se da 3ª Grande Maratona BTT da Póvoa de Varzim 2009 e, por ser em véspera de eleições, pode ser interpretada como integrando a campanha eleitoral, que sabemos que integra.
É, porém, importante saber junto da Comissão Nacional de Eleições, quanto antes, sobre a legalidade de tal evento.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

quinta-feira, 30 de julho de 2009

curtas do pinguinhas (14)


Sempre me orgulhei de ter muito cabelo. Sou conhecido por ter uma cabeleira farta. Há aí muito capachinho feito com o meu cabelo. Eu noto logo. Olha aquele cabelo é do meu, digo eu para a minha senhora. Ela abana a cabeça. Tem inveja.

O meu cabelo foi sempre como aquelas areias movediças que se deslocam com o vento. Nunca me preocupei. Onde ia faltando eu ia preenchendo. E cá vou andando com cada vez mais cabelo.

Este ano na primeira vez que fui à praia, com o corpaço à Cristiano Ronaldo, estilo frango do aviário, dei por mim a fazer músculo junto ao mar para as moças de fora verem, coitadas.

Mergulhei de chapa, mergulho barulhento, quase assustador, estilo que só nós de Beiriz sabemos fazer e eu, em particular, que sou o Presidente.

De repente olhei para a água e vi o que me pareceu ser a cabeleira duma mulher. Ó raio, está aqui uma gaja a espreitar-me o material. Toquei com a mão. Menina larga o osso, disse eu na brincadeira.

Vejo a minha mulher a gritar: olhó o teu cabelo home de Deus!

Compadres, fiquei envergonhado. O cabelo emprestado de um lado para o outro já estava tão grande que até dava para fazer uma trança.

Decidi rapar tudo. Porreiro. Descobri novos mundos na minha careca.



1- População Toma Conta da Reunião de Câmara. Eia! O meu compadre Macedo Vieira deve ter apanhado um susto. Ele não gosta da população. E quem gosta? Nós somos presidentes e somos presidentes porque somos os melhores.


2- Varzim: Conselho Fiscal em Rota de Colisão com a Direcção. Eia! Mas este Constantino só agora descobriu que a gestão é péssima, que não vai haver estádio novo, que o Varzim está falido, que nem ao Vitoriano, que ganha 100 euros por mês, lhe pagam desde Novembro do ano passado. Constantino vai beber um Brandy.


3- 50 fotógrafos Fazem safari em Rates. Eia! Rates deve ter muito animal selvagem, mas o padre que também é Presidente, meu colega, amigo e compadre, o Mindinho das feiras, deve ter aquilo controlado. Ele nem faz campanha. É como eu. Mindinho, que é feito daquela exposição natural?


4- Jorge Serrano Tem um Projecto para a Póvoa assente no Rigor, Respeito e Responsabilidade. Eia! Três “erres”. Era pior se fosse nos três “pês” de Braga. O que quererá ele dizer com isto? Não percebi. O rapaz lá sabe. Ele parece que anda um bocado tolhido. Coitado.

Pronto compadres. Até à próxima semana, se Deus quiser.












quarta-feira, 29 de julho de 2009

o verdadeiro candidato











O verdadeiro candidato é aquele que aparece, que se insurge, que protagoniza o centro das atenções, que se deixa fotografar, que se posiciona para o flash, que pinta o cabelo e o bigode, que se penteia durante uma hora em frente ao espelho, que sai sem a mulher para não ser ofuscado, que quer estar no meio, que mede todos pela bitola do “é dos meus, é contra”, que coloca as mãos em frente, porque retrata a boa educação, mesmo sendo um malcriado.




terça-feira, 28 de julho de 2009

o tone e o zé





Para o Tone o Zé era o Zé e para o Zé o Tone era o Tone. Sempre fora assim desde que se conheceram. O tratamento veio da amizade que ambos nutriam um pelo outro. Quando o Zé passou a ser o que é, Tone continuou a tratar o Zé por Zé e Zé continuou a tratar o Tone por Tone. Mas só quando estavam os dois sozinhos. Tone não era tratamento público para o Tone e Zé não o era para o Zé. Tone divertia-se muito a aplicar processos disciplinares aos seus amigos funcionários. Foram vários corridos com reforma compulsiva. Tone vibrava com os castigos. Um dia Tone teve uma crise de masoquismo e falou com o Zé que compreendeu o Tone, apesar de pouco entender. Tone queria ser castigado como os outros o foram e falou com o Zé que disse que sim, mas que não queria o nome dele, Zé, metido nisso porque podia dar raia, essa história de masoquismo e chicotes. Porque tinha medo disso Zé fugiu para o Brasil e esteve lá uns dez dias até o Tone se autoflagelar adequada e satisfatoriamente. Tone sentiu na pele os castigos que antes aplicara a outros e aí compreendeu a satisfação física e mental que provocava. A partir desse momento Tone nunca mais sentiu remorsos. Nunca pensou que alguém viria a descobrir que era masoquista.
 
 
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 27 de julho de 2009

macedo vieira é o vencedor

Impressionante a veia ganhadora de Macedo Vieira. Mesmo vencendo a sondagem Póvoa de Varzim Online Renato Matos, o candidato do PS, não reúne condições para gerir a Câmara da cidade, dado que a votação lhe confere uma minoria ingovernável de votos.

E disso mesmo já se apercebeu Macedo Vieira que publicamente declarou a sua amizade com os outros:

“Os poveiros até me perguntam como é que nós produzimos tanto. Eu respondo: somos amigos, há uma grande amizade entre nós, almoçamos juntos, jantamos juntos, sacudimos juntos, somos portugueses no fundo”. Disse o autarca em reacção aos resultados.

E desta forma, contra todas as expectativas, Macedo Vieira já prepara o assalto final ao poder.

Foi um périplo por obras no concelho há muito prometidas mas nunca iniciadas, foi as promessas do Garrett e do novo Mercado Municipal, um exclusivo da sua candidatura tanto mais que o projecto é do Binachi, o qual copiou do original e agora diz que inventou e o Macedo não o dá a ninguém e se não ganhar não há Mercado e pronto.

Tem estado muita nortada que empurra as salmonelas para Vila do Conde, mas não há problema porque Mário de Almeida dá instruções para atirar as placas de interdição das praias para o mar, e mesmo estas chuvas limpam as vacarias que depois trazem o estrume para a Praia da Lagoa, mas o Lexotan prepara um karaoke e os porcos do Norte calam-se com a gripe deles e vão tossir para os hospitais das terras.

Quem pensa que o S. Pedro já acabou está enganado porque vão continuar os espectáculos das tricanas no Passeio Alegre e o povo gosta, porque é ignorante e o Diamantino sabe disso e ri, todo feliz, mas só quando o a coisa está de feição, porque quando actuaram os death metal ele nem aparece. Ainda levava nas trombas de um dos músicos que se pôs lá a ladrar.

É de rir.


Reparem como Macedo Vieira posiciona os seus peões entre o público presente na última reunião de Câmara. Até a Aurora Cunha está lá. Não esperava isto do Nogueira, há que o dizer. Desta forma é difícil ganhar.












domingo, 26 de julho de 2009

harpers bizarre "cotton candy sandman" 1969


If any group and song was the prototype for sunshine pop, it would be Harpers Bizarre and their hit version of "Feelin' Groovy". Their high range choir boy harmonies, positive themed material, and sophisticated arrangements were all part of the genre's model.Along with Spanky and Our Gang, The Association, The Sunshine Company, The Free Design, The Cowsills, and the Fifth Dimension, Harpers Bizarre produced music that poured out of AM radios in the 1960's."Feelin' Groovy featuring 59th St. Bridge Song" was the first LP release for the group in 1967.

Harpers Bizarre - Cotton Candy Sandman
Found at skreemr.com

sábado, 25 de julho de 2009

the remains "why do i cry" 1966


The Remains were a mid-1960s rock group from Boston, Massachusetts, led by Barry Tashian, who later was harmony vocalist and guitarist for Emmylou Harris and part of the duo, Barry and Holly Tashian. They are best known for being one of the opening acts of The Beatles' final US tour in 1966.

The Remains - Why Do I Cry
Found at skreemr.com

sexta-feira, 24 de julho de 2009

financiamento ilegal dos partidos



A propósito das apresentações das candidaturas de dois gurus do PSD, o de Gaia, Menezes, e o de Santa Maria da Feira, o Alfredo Henriques, o primeiro com uma plateia discreta mas recheada de figurões do Norte e o segundo num jantar populista para 2 760 pessoas, lembrei-me do velho estilo de Macedo Vieira quando nas últimas autárquicas também organizou um jantar para 1 500 pessoas no tal Aqueduto dos óleos reciclados na Lipor.

2 760 a multiplicar por 20 Euros dá cerca de 55 200 Euros.

Terá sido o candidato a desembolsar a referida quantia? Ou cada um dos comensais pagou o seu? Ou, não seria estranho, um qualquer empreiteiro fez o favor?

Na Póvoa de Varzim aguardam-se acontecimentos deste calibre a qualquer momento.

Começo a estranhar o número de obras em edifícios que, de repente, surgiram um pouco por toda a cidade, nomeadamente entre a Rua António Graça e a rua Caetano de Oliveira.

Obras manhosas, a terem início a dois meses das autárquicas, sem qualquer painel identificativo da obra, do empreiteiro, da licença, do prazo de conclusão.

Tudo na maior ilegalidade.

Será que já começou o financiamento ilegal dos partidos políticos?

É necessária a atenção da Comissão Nacional de Eleições e da Inspecção-Geral da Administração Local, já que as oposições não parecem ter acesso a estas pastas, as pastas da construção civil.





quinta-feira, 23 de julho de 2009

curtas do pinguinhas (13)


Já estava cansado de esperar pelo Quim Pirata. Até estava para ligar para a TV Cabo, mas depois lembrei-me. Oh raio, a box é pirata.

Um homem da minha idade com uns filminhos aguenta-se melhor. Isto de passar o tempo a ler jornais e livros é uma treta. Um homem gosta é de filmes de acção com história. Um filme com uma história bem contada é fundamental.

Ontem à noite estava a ver um filme muito interessante, aqueles filmes que cativam desde o início, que têm uma história que puxa a atenção. Chamava-se “Marido Ausente, Vizinha Presente” e estavam duas moças, vizinhas, a conversar, uma muito queixosa de que o marido não lhe dava atenção e que andava triste e tal, aquelas triquiteirices.

Até adormeci. Um homem da minha idade já não aguenta até tão tarde. Ainda se a minha senhora gostasse de ver, mas ela diz que eu sou um tolo, que só quero saxofone.

Compadres, de repente acordei e até fiquei trengo com o que vi. Estava a vizinha a maltratar a moça, coitada, a espezinhá-la, a tirturá-la.




video




Desliguei e fui para a cama. Hoje parece que dá repetido e quero ver se a moça ficou muito maltratada, coitada.


Esta semana é só novidades compadres.


1- Nudismo na Praia da Estela. Eia! É chamar o homem-bala para correr com aqueles nudistas. Aquilo é só gajos descolhoados e gajas com mamas pelo umbigo. Não se perde nada compadres.


2- Crise e Gripe A Estragam Férias. Eia! Será que os patrões não querem dar férias aos trabalhadores? Não percebi este título. Eu desde Março que só vejo gajos em férias. Então reformados dos bancos e da função pública, cheios de cabedal, aí a passear é aos montes. Venham as férias!


3- Último Verão Sem Tratamento de Esgotos. Eia! Temos que nos despedir deste Verão em grande então. Tantos anos na companhia da merda que até nos habituámos. São maus hábitos que se criam e se enraízam. Cá atrasado disse ao meu compadre Macedo Vieira: já cheiras mal. Ele riu-se e fez o “V” de vitória.


4- Caminhada reuniu 500 pessoas. Eia! Está em grande esta Aurora Cunha. Só não percebo é como um jornal escreve 500 e outro escreve “mais de 600”, um diz que rendeu 2 500 Euros e o outro 3 000. Ninguém percebe nada. Aqui os números é que contam e entre 500 e 600 são só 100.


Está tudo a precisar de uma box.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

vem aí o mercado municipal! eh eh eh!


Em tempos escrevi que, para manterem o poder, para Macedo Vieira e Aires Pereira ia valer tudo.

Desde ciclismo de 15 em 15 dias até caminhadas da Aurora Cunha, passando por espectáculos de péssima qualidade que se iniciam em Maio com os desempregados militares, até a provas de atletismo, tudo vale.

Tudo na base do populismo tão caro aos autarcas da Póvoa de Varzim.

Mas esta mediocridade ainda é a visível.

O pior disto é o eleitoralismo, as promessas que sabem que não podem cumprir porque, como eles costumavam dizer, quatro anos não chegam.

A última de Macedo Vieira é a construção do novo Mercado Municipal, caso seja eleito.

Ou seja, se outro for eleito o Mercado Municipal já não se constrói. Percebe o leitor?

Esta é uma promessa dele, exclusiva. Se ganhar há Mercado. Se não ganhar não há Mercado. Eh eh eh!

É de não parar a rir. Ainda vão continuar as obras de recuperação do velho e já o querem demolir.

Ele nem o Garrett consegue construir.

Que tipo mais fraco!














terça-feira, 21 de julho de 2009

vem aí o garrett, pela décima vez! será desta? eh eh eh!




Segundo Macedo Vieira as obras do Garrett vão começar dentro em breve dado que o Tribunal de Contas já emitiu o visto respectivo.

Mas, e há sempre um mas esquisito, Macedo Vieira diz que o Garrett só avança quando receber a verba das obras da Avenida.

Eu já percebi: Macedo Vieira quer o dinheiro das obras da Avenida, mas para pagar as do Garrett.

Apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo.





segunda-feira, 20 de julho de 2009

a culpa é minha!



Na zona da Póvoa de Varzim e Vila do Conde há poços contaminados com nitratos e fezes com valores acima dos limites impostos pela União Europeia(UE). O excesso de nitratos está associado a doenças como o cancro. Notícia SIC.
Os agricultores têm feito um esforço para diminuir o excesso de fertilização. Mas as más práticas agrícolas e a elevada concentração de pecuárias continuam na origem da contaminação de alguns lençóis freáticos entre a Póvoa e Vila do Conde. Uma deficiente rede de saneamento básico é outra das razões apontada.
A partir de 2010 só os agricultores serão responsáveis por esta perigosa contaminação, dado que Macedo Vieira já prometeu que a ETAR estará pronta no próximo ano.
Vamos todos combater os agricultores. Viva o Macedo Vieira! Viva.
Vejam o vídeo.




 
 
 
 
 
 

domingo, 19 de julho de 2009

the free design "my brother woody" 1967


The commercial failure of the Free Design remains one of the most baffling mysteries in the annals of pop music -- with their exquisitely celestial harmonies, lighter-than-air melodies and blissful arrangements, the group's records were on par with the work of superstar contemporaries like the Beach Boys, the Association and the Cowsills, yet none of their singles even cracked the Hot 100. The Free Design originally comprised siblings Chris, Bruce and Sandy Dedrick, natives of Delevan, New York whose father Art served as a trombonist and arranger with Vaughn Monroe; when Chris moved to New York City in 1966 to attend the Manhattan School of Music, he recruited Bruce (now living on Long Island) and Sandy (a teacher in Queens) to form a folk group, and soon the trio emerged as a popular attraction on the Greenwich Village coffeehouse circuit.

















The Free Design - My Brother Woody

Found at skreemr.com

sábado, 18 de julho de 2009

the mockingbirds "you stole my love" 1965


Uma das primeiras bandas de Graham Goulding, compositor de algumas das melhores canções dos The Yardbirds, como "For Your Love" ou "Heart Full Of Soul", e criador dos 10 CC, já na década de 70. "You Stole My Love": um single extraordinário.














The Mockingbirds - You Stole My Love


Found at skreemr.com

sexta-feira, 17 de julho de 2009

águas limpas só para 2014


A ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais - do Ave deve entrar em funcionamento, tal como estava previsto, em Junho do próximo ano.
A constatação desse facto deixou Macedo Vieira, presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, satisfeito, tanto mais que confessou estar “finalmente convencido que a ETAR vai ser uma realidade, depois de uma ‘muita negligência’ de 16 anos dos dois municípios”.




Entretanto, parece que irá ser desactivada a ETAR de Aguçadoura, pioneira na sua estrutura e eficácia, mas impotente para satisfazer as necessidades do concelho.
 
 
 
 
 

 

quinta-feira, 16 de julho de 2009

curtas do pinguinhas (12)


Com esta histeria sobre o Cristiano Ronaldo a minha senhora lembrou-se de me pedir para cortar os pêlos do peito, como se eu fosse algum frango de aviário, para irmos para a praia, que era moderno e ficava mais elegante e tal.

Quando olhei para o espelho até me assustei com a floresta que é o meu orgulho.

Como é que eu vou cortar isto?

Ela olhou e respondeu: eu peço à vizinha a máquina dela.

Fosda-se! Quem é essa tua vizinha? Eu já desconfiado.

No dia em que fui para a praia parecia o Tarzan. Cada mergulho que dava enchia o peito de ar e fazia capado para as miúdas.

Todas se riam. Aliás, mesmo quando estava deitado a apanhar sol se riam. Caras de carago.

Ó Gertrudes, que é a minha senhora, de quê que elas se estão a rir?

Ó homem, tu num cortastes os pêlos das costas.

Quando olhei de soslaio é que reparei. Parecia aquele moço nadador-salvador que rapava os pêlos do peito e deixava os das costas.

Pareces o Melro! Disse um rapazola.

Parece que queres que te parta a tabuleta, pá!


Esta semana houve notícias escaldantes. Vamos lá.



1- Câmara Reacende Caso Salmonela. Eia! Pior só se reacendesse o Caso Dourado. Oh compadre Macedo Vieira, você está a ser mal aconselhado. Às tantas querem-lhe fazer a cama aí dentro. Então quando estava tudo tão calminho, tudo certinho, na paz do senhor, você traz o caso salmonela para os jornais? As pessoas pensavam que tinha aparecido salmonela outra vez.


2- Álvaro Moreira: “A Póvoa está hoje mais moderna e desenvolvida”. Eia! Então havia de estar como ao fim de 16 anos? Só se o meu compadre e amigo Macedo Vieira estivesse sentado de mãos a abanar. Ele até disse que almoçam a trabalhar ou trabalham a almoçar, todos juntos, como grandes amigos.


3- Visitámos o Inferno de Auschwitz. Eia! Mas quê? Mandaram-te para lá, pá? Ou foste lá de passeio? Já pareces o outro: vai a Espanha em viagens pagas pelas empresas de construção civil e depois vem para as rádios fazer o elogio da conservação do património. E “visitámos” devia ter acento no “á”, porque é passado. Não achas judeu?


4- Depilação No Masculino. Eia! Outro Cristiano Ronaldo. Aquele moço que aparece na fotografia parece um franganito. Coitado. Nem barba tem e quer fazer depilação. Foi assim que o outro começou e depois deu no que deu. Queria mudar de sexo e o carago e ia para o Chez Guey.


Bem compadres. Por hoje é tudo. Até amanhã se Deus quiser.




























quarta-feira, 15 de julho de 2009

o emplastro

O Casino da Póvoa de Varzim é uma entidade que nos últimos anos tem apresentado excelentes espectáculos musicais, um pouco revivalistas é certo, mas sempre com um elevado grau de exigência. Para além desse aspecto é de realçar o trabalho de cozinha com Festivais de culinária tipicamente portuguesa.

A estes aspectos acresce um marketing agressivo que, em minha opinião, atingiu o patamar mais elevado com a foto tirada à “modelo” que promove o jogo.

Mas, até nestes pormenores há sempre um ser humano por trás deste brilhantismo exposto e no caso da foto em questão vejam os leitores quem é a personagem que sempre se recusou dar o rosto. Até hoje.








Pedro Brás Marques, o líder da concelhia social-democrata de Vila do Conde e candidato à Câmara em Outubro tem sido incansável no seu trabalho de promoção do programa de candidatura e na demonstração do que vai mal na cidade vizinha.

A propósito da construção da Ponte de Retorta vejam quem compareceu em grande plano a apoiar o Brás Marques mostrando, desta forma, a sua solidariedade com outros. Ele que nunca a tem.







Numa jogada de algum brilhantismo político, tanto que até obrigou Macedo Vieira a confessar a existência de salmonelas nas águas do mar da Póvoa, o PS poveiro apresentou medidas para combater a exclusão social, mais acentuada neste grave período de crise que o mundo atravessa.

Quem tem esses aspectos como prioritários na sua próxima candidatura não poderia faltar ao evento.





terça-feira, 14 de julho de 2009

sem vergonha na cara!


É liquido que Macedo Vieira, embora não conduzido a julgamento pelo Ministério Público devido a uma ausência no Brasil paga com o dinheiro dos contribuintes, teve uma participação activa no denominado “Caso Dourado”, não só porque estava ciente do esquema montado por Aires e Dourado, o qual já havia sido instrutor em processos semelhantes que envolveram outros funcionários, mas também porque foi sua a decisão de o nomear Presidente do Conselho de Administração da Varzim Lazer, alguns dias após a decisão de Aires Pereira de mandar aquele para a reforma.

Até custa escrever sobre isto tamanha é a falta de vergonha destes tipos. Borraram-se todos.

Em minha opinião e na de muitos poveiros Macedo Vieira se não praticou directamente um crime foi, no mínimo, seu cúmplice ao não denunciar às autoridades policiais o que os outros haviam tramado, ele que se considera o arauto da transparência.

Socialmente é pois um criminoso, goste-se ou não do termo.

Mas Macedo Vieira tem mais problemas a ensombrar a sua vida política que estão por resolver e devem servir de exemplo aos poveiros no sentido de o penalizar fortemente nas próximas eleições autárquicas.

Como todos os leitores deste blogue sabem o autarca, que “não é político profissional”, acumulou durante muitos anos vários vencimentos resultantes da sua posição de Presidente da Câmara, administrador da Varzim Lazer e outros cargos pelos quais era remunerado. Em causa está a acumulação de funções autárquicas com as de gerente da imobiliária Mardebeiriz e de administrador da Águas do Cavado (sociedade anónima de capitais públicos), Lipor (Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto) e Varzim Lazer (empresa municipal).

Indevidamente, segundo o IGAT que comunicou a recomendação de devolver aos cofres do Município as quantias por ele recebidas indevidamente e que, pelas minhas contas, se cifram em cerca de 38 mil contos.

Ora Macedo Vieira não só não devolveu como se tem recusado a cumprir a recomendação do IGAT com o argumento que enviou o processo para o Ministério Público.

Relativamente a estas quantias recebidas indevidamente, que o próprio justificou como sendo uma prática normal por esses Municípios portugueses, como se os autarcas fossem modelos de alguma coisa, se de um crime não se trata eventualmente, não deixa de ser uma conduta altamente condenável do ponto de vista ético, moral e político.

Macedo Vieira deve prestar esclarecimentos públicos sobre esta matéria.








segunda-feira, 13 de julho de 2009

mistério desvendado

Um autêntico quebra-cabeças. De quem seria a bicicleta que surgia no hall do prédio de Aver-o-mar e lá ficava por uma hora, uma hora e meia?

Os condóminos interrogavam-se, as respostas escasseavam, as dúvidas eram muitas. Ninguém no prédio usava bicicleta. Não tinha havido qualquer tipo de reparação.

Foi contactado o administrador do condomínio no sentido de tentar saber de quem seria o veículo.

A administração pesquisou, investigou, fez perguntas, coçou o couro cabeludo, mas nada. Até as moças brasileiras foram contactadas, mas nenhuma delas soube dar resposta.

Era um mistério.

Até que alguém se lembrou: vejam o filme das câmaras de vigilância. Pode ser que se faça luz.

Depois de algumas horas de filme o mistério foi desvendado.
































sábado, 11 de julho de 2009

the mascots "words enough to tell you"


The Nuggets box-sets are great because there's so much well-forgotten singles just lurking through the annals of history, ready to be loved again and again. That's how I found The Mascots, a Swedish pop band from the 60s. It's obvious to state, and as the compilation is titled, that the music could be mistaken for a British Invasion band, as the sound is so similar and that influence still resonates today. Here's a lost classic for you all.



sexta-feira, 10 de julho de 2009

criminosos




Conceito de “criminoso”, segundo o Dicionário da Língua Portuguesa:

“Aquele que cometeu um crime.”

Na madrugada do passado Domingo, em apenas oito minutos, um grupo de meliantes esvaziou completamente o recheio da conhecida boutique Beltrajo, sita na Rua da Junqueira.

Há cerca de um mês uma outra loja dos mesmos proprietários foi alvo da acção eficaz dos larápios.

Estes acontecimentos ocorridos um pouco por toda a cidade, nomeadamente no comércio da Rua da Junqueira, têm causado bastante alarido na comunidade, ouvindo-se amiudadamente frases como: “a polícia não faz nada para prender os criminosos”, “nunca houve tantos assaltos na Póvoa”, “a culpa é da Câmara que não quer saber”.

Quem pratica um acto como este é, sem qualquer margem para dúvida, um criminoso e merece a condenação de toda a população.

Mas existem outros tipos de crime.

Um vereador aplicou um processo disciplinar a um funcionário dedicado apenas porque este faltou cinco vezes injustificadamente.

Desse processo disciplinar resultou como sanção aquilo que o funcionário ansiava: a aposentação compulsiva com uma reforma bem mais alta do que se esperasse pela alteração legislativa que vinha excluir do respectivo cálculo os emolumentos recebidos como Notário da Autarquia.

Assim foi.

Pouco tempo depois, o mesmo funcionário é nomeado pelo Presidente da Câmara, Macedo Vieira, Presidente do Conselho de Administração da empresa municipal Varzim Lazer, com o vencimento a rondar os 600 contos mais viatura, cartão de crédito, gasolina e custos com alimentação.

Denunciados ao Ministério Público ambos acabaram por ser condenados, ficando estranhamente de fora o principal artífice da questão, Macedo Vieira, porque, segundo o Ministério Público, na época encontrava-se no Brasil e, por via disso, não teve conhecimento da tramóia engendrada por Aires e Dourado.

Após recurso da sentença proferida no Tribunal da Póvoa de Varzim ambos viram as decisões confirmadas pelo Tribunal da Relação do Porto, tendo daí recorrido para o Tribunal Constitucional.

Estes são os factos que vieram a público.

Sabe-se agora que o Tribunal Constitucional manteve as sentenças proferidas pelos Tribunais anteriores estando ambos definitivamente condenados pelo crime de abuso de poder.



De recordar aos leitores que, quer Macedo Vieira, quer Aires Pereira, são número 1 e 2 respectivamente, da lista do PSD às autárquicas de 2009.

Temos desta forma a concorrer a eleições dois criminosos: um porque foi efectivamente condenado, Aires Pereira, e outro que estranhamente se livrou da sentença, mas teve para todos os efeitos participação activa no esquema, tanto mais que foi ele quem nomeou Dourado para a Varzim Lazer.

Quem é mais criminoso?

O que assalta a Beltrajo e outras lojas?

Ou o que assalta o dinheiro dos contribuintes através de jogadas de bastidores para favorecer amigos?

Criminoso: “Aquele que cometeu um crime”.