sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

é o túnel que nos vai salvar!



“Os carros não podem ser impedidos de chegar ao centro da cidade, o que devemos evitar é a sua circulação dentro da cidade”.

Destruo a minha inteligência a tentar descortinar o sentido das palavras do Macedo Vieira nesta, já de si famosa, entrevista à Porto Canal.

Recordo com saudade o soninho que me dava a ver as obras da Avenida Mouzinho de Albuquerque, em companhia dos meus camaradas de reforma que, na falta de cuidados das entidades responsáveis, nos entretínhamos a ver as máquinas destruírem aquilo que os nossos antepassados haviam construído com tanto gosto.



“É preciso tê-los no sítio”, gritava eu das duas vezes que o Macedo Vieira visitou as referidas obras (uma com o CDS e outra na inauguração), ele que tem receio de circular nas ruas e ver-se confrontado com insultos de um qualquer poveiro revoltado com o estado degradante a que chegou o burgo.

Eh eh eh! Ria-se ele, pensando que de um elogio se tratava, tanto que até foi para o jantar dos velhinhos contar essa estória que já deu volta ao mundo.

Parei os meus pensamentos para exteriorizar uma sonora gargalhada com tão desprezível ser, quando a minha mulher veio com mais uma das suas brilhantes ideias:

Passear na dita Avenida.

Eu já estava com os olhos postos no tom ameaçador do tempo. É sempre assim: quando os dias estão solarengos vem sempre um qualquer profeta da desgraça dizer que “alguém vai pagar isto” ou “este ano num há Verão”. A tempestade vem de imediato.

Como eu não sou homem de dizer “não” à minha mulher lá acedi à sua proposta.

Tal e qual. Após cinco minutos de passeio desata a chover copiosamente. Puxei do guarda-chuva comprado no chinês por cinco euros, mas ele voou à velocidade do sudoeste que se fazia sentir.

Amanhã vou trocar isto na cabeça dele! Disse cá para mim. Que dizes homem? Perguntou a minha mulher. Eu puxei os olhos pus a língua de fora e imitei um chinês. Sem xenofobia, mas gosto mais das chinesas do que dos chineses. Fosda-se!

De repente, lembrei-me do post do Arquitecto Silva Garcia, um homem culto, inteligente, conhecedor da cidade, enfim um ex-autarca de luxo que a Póvoa não merece.

Eh eh eh! Ri-me sozinho. Anda daí chopa! Disse eu para a minha mulher.

Descemos para o túnel.

Um silêncio maravilhoso, entrecortado pelo eco das vozes dos que, tal como eu, se refugiaram da chuva invernosa.

Um carro ali, outro a 50 metros, outro perto do Tribunal e dois ou três junto à Igreja de São José.

Só falta umas lojinhas dos chineses para a gente comprar uma roupinha para oferecer no Natal, disse a esganada da minha mulher.

Por acaso, e se tivesse aqui café tomava um, cheio. Respondi eu.

Passei pelo Bicudo, pelo Tone Sapateiro, pelo Rojão, e mais uns quantos amigos de infância.

É o que está a dar, disse o Catrica, enquanto apontava para o imenso espaço vazio.

Temos que reconhecer:

Anda aí uma série de macacos a elogiar o Agonia, que vai fazer um novo hospital, que é o maior, que é o único que investe, o verdadeiro empresário, e ninguém reconhece o trabalho, a obra do Macedo Vieira, esse visionário da cidade.

O Agonia quer é dinheiro. Esse nunca deu nada a ninguém. Investe, mas vai buscar depois. No lucro.

Agora um Presidente que oferece um túnel à população para se abrigar da chuva, sem custar um cêntimo ao município, esse homem merece o céu, e merece-o imediatamente para não se candidatar em 2009. Fosda-se!

Quando subi, apercebi-me do inferno em que se encontra a cidade.




Os poveiros estão condenados a viver debaixo da terra.









17 comentários:

Anonymous disse...

Esta disléxia do Zé Vieira tem uma explicação: Será Alzeimer?, ou então a culpa é do Tony Vieira que já o obrigou a ter que mandar encerrar 3 blogues com o medo de perder as próxima eleições!!??

O homem já não diz coisa com coisa, o Tony Vieira tem toda a razão em apresentá-lo aqui velho, gasto, acabado, sem tesão, nem mesmo na lingua!!!....

Anonymous disse...

ora aqui está um 'anónimo' daqueles... muito bem correlegionário, subscrevo totalmente a sua dialectica!
só espero que no dia das eleições este mau estar que cresce como uma bola de neve se traduza nas urnas... nem que não apareça um opositor credível! mas só, tão somente pela mudança!

abraço ao Tpny e a todos que comungam deste BASTA!

Lusio disse...

Já aqui deixei o meu comentário acerca do "famoso parque inferior" e não vou ter oportunidade de repensar o que na altura escrevi!É!
A obra "faraónica" que muitos bateram palmas,está ás moscas e pelo o que aqui é retratado, serve de "abrigo" para peões... Alguem tem uma foto da inauguração ou um video do seu interior? Assim, seria fácil identificar os ditos das palmas e responsabilizar quem pactuou com tamanha campanha de desperdicio de dinheiros publicos! Óh Póveiros,então vocês ainda estão convencidos que foi uma grande obra? Aconcelho-os a redimirem-se de tamanha malvadez e a unica forma é retirarem-se desses cargos porque não mereceis lá estar!

As obras de caracter urgente,ficam para novo anuncio eleitoral,as Freguesias estão sem pavio,(tesas como um pau novo)e o diamante, o zé,o pereira e aqueles que estão sempre sentados na fila da frente (a Camila de barbas)a gozarem os nossos conterráneos!

Esperem sentados pelo PDM e depois digam que foram "comidos"!
"Pobres diabos"

Cumpr.
Aldeiapresente

Lusio disse...

Por esquecimento, o que lamento, não dei os meus parabens pelo post aqui apresentado...um bom texto sem duvidas e com gosto requintado!
Lembro que esta "louca obra" lhe dará, caro ADM futuras escritas com o sal que lhe apetecer aplicar! Estou em total sintonia com os que já se aperceveram que mais um mandato seria/á um autentico descalabro financeiro que a actual e futuras gerações ficariam refens por causa de tanta "BURRICE"

Cumpr. Aldeiapresente

Anonymous disse...

Fora com estes gajos da Câmara.

Como alternativa para a Póvoa, sugiro uma coligação de Betos sob a liderança de Renato Matos.

Só mesmo ele para unir as Esquerdas e os seus tentáculos na alta sociedade.

Anonymous disse...

Falas, falas, falas e não fazes nada!!!!
Olha se calhar vais mesmo levar com o Renato Matos e com os tais betinhos da praia das salmonelas, também os poveiros merecem melhor???

Lusio disse...

Por norma , todos os que aqui comentam,julgam estar certos que só dentro dos partidos politicos poderá/deverá sair uma candidatura credivel para remover os actuais incompetentes que executaram a obra do parque (ás moscas)abateram arvores, "delapidam património publico" e fazem baixar as calças aos mais "ajeitados"!
A póvoa não terá um, sim, um HOMEM que não seja viciado e que possa surgir da sociedade civil,sem amarras partidarias?

Chega de falar só dos conhecidos do poder e afilhados!
Cumpr.
Aldeiapresente

apedroribeiro disse...

na Póvoa, como na Grécia, REVOLUÇÃO!

povoaonline disse...

Já agora: alguém sabe para onde foram as árvores da dita Avenida?

A mim disseram-me que estavam numa quinta em Beiriz, para aproveitar para madeira.

Roubo descarado!

Anonymous disse...

Só na Póvoa???...No país todo, pá!!!!
A injustiça hoje existente na sociedade portuguesa é tão grande, vasta e gritante que já não há outra forma para ser possivel uma justa redistribuição, seja entre cidadãos seja entre regiões.

Esta é que é a realidade objectiva dste país: necessidade imediata de redistribuição da riqueza e qualidade de vida entre os portugueses, á semelhança do que se fez no pós-25 de Abril, com saneamentos, exílios, chaimetes na rua, prisão com a "classe politica currupta", com os banqueiros e outros "empresários" que sugam até ao tutano a força do nossa trabalho!!!

Nota: Não sou cumunista, sou simplesmente um português consciente.

Lusio disse...

“Após aturadas diligências, o estudo encomendado pelo poder constatou que o referido parque da Avenida está sendo aproveitado para criação de moscas bravas! Assim, este será convertido em palco para actuações de ranchos, conjuntos, teatro, cinema e em épocas eleitorais, servirá grandes apresentações das diversas candidaturas! A tela será dupla, servirá para apresentações em Power Point e ficará situada a meio da referida Avenida.
Todas as estruturas em madeira serão provenientes das extintas árvores, pelo que poderemos adiantar a boa gestão que o rei está a operar para rentabilizar o projecto que foi aclamado como obra do século. Se palmas foram batidas até a exaustão aquando da inauguração, daqui prá frente os Poveiros terão oportunidade de fazer eco das mesmas e os transeuntes de passagem ficarão com a certeza de que tal obra só pode ter o timbre de iluminados.
Não fiquem raivosos, é que para nos darmos ao luxo de tal feito foi necessária visão de grande parte dos eleitores das Freguesias deste concelho.
Obrigado (a votar) a todos os visionários e votantes do ppd da Povoa”
TRÊS ESTÁTUAS JÁ! ESPALHEM-NAS PELAS ROTUNDAS! ESTAMOS NO NATAL!

“Após requalificação e rentabilização do referido espaço, é tempo de vos virares para o Mar. Aí, se souberes nadar, concerteza que dareis cartas”
“Ricos pombos…estes não comem milho”

Cumpr.
Aldeiapresente

Manuel CD Figueiredo disse...

Além das árvores - onde estarão? - junte-se-lhes os paralelipípedos da calçada.

apedroribeiro disse...

no país todo, claro. Ocupe-se a Câmara da Póvoa!

Anonymous disse...

Oh meu caro Amigo apedroribeiro, apesar de Vilacondense, eras o candidato ideal para a Câmara da Póvoa. Seria uma lufada de cultura, a tua candidatura.

Quanto ao que dizes sobre a Grécia, quer gostemos, quer não gostemos, o Governo que eles têm, foi escolhido por vontade popular, nas urnas... Se os Gregos não estão a gostar, que corram com eles no próximo acto eleitoral.

Abraço.

Tony Vieira disse...

Saiba tudo acerca do Bernardo aqui: http://tony-vieira.blogspot.com/2008/12/bernardo-pipo-de-vinho.html

apedroribeiro disse...

obrigado, amigo, vamos ponderar essa candidatura.

apedroribeiro disse...

companheiro,
precisamos de assinaturas e de candidatos não anónimos para a lista independente.