segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

yazalde transferido para o braga

Foto Voz da Póvoa

A notícia até nem seria importante não fosse a questão do valor da transferência, cerca de 500 000 euros, que vai servir, segundo Lopes de Castro para regularizar problemas de tesouraria.

Na realidade, nesta altura os jogadores estão com dois meses de salários em atraso, tendo iniciado na passada semana uma espécie de greve em que só treinam cinco simbólicos minutos.

A transferência de Yazalde foi motivo de enorme regozijo entre a Direcção do clube poveiro que aproveitou para festejar no restaurante Barca até cerca das duas horas da manhã.

Como bom poveiro e varzinista espero que cada um dos glutões tenha pago o repasto do seu próprio bolso, para o que solicito que os sócios do Varzim, numa futura Assembleia-Geral, questionem a Direcção sobre a exibição da factura respectiva.

Assim a crise o obriga. Não é Lopes de Castro?




8 comentários:

Mário de Sá disse...

Como bom poveiro e varzinista também podias dar os parabéns a Lopes de Castro pelo excelente negócio que dirigiu e pelo respectivo encaixe financeiro.
Já agora, também, agradecer-lhe o engenho que tem tido para garantir a sobrevivência, condigna, do Varzim SC.

O resto são minudências - quem paga uma porcaria de um jantar e essas coisas - que não nos devem distrair de problemas centrais da nossa sociedade: corrupção, nepotismo, tráfico de influências, miopia política, défice democrático, incompetência, negligência e outros vícios.

Anonymous disse...

E que tens tu haver com isso Tony!?!?!?

Anonymous disse...

Tudo deve ser denunciado, mesmo as minudências, porque atrás dessas vem as grandes coisas.

povoaonline disse...

Eu nem sei se a Direcção estava a comemorar o aniversário de algum deles, como também não sei se estavam ali por causa da transferência do Yazalde.

É-me indiferente.

O que tenho a certeza é que num período de grande dificuldade do clube, no dia em que concretizam a dita transferência, rumam ao Barca para jantar até às duas da manhã, sabendo que por ser um restaurante sito no centro da cidade chama a atenção.

Há quatro anos que Lopes de Castro está à frente do clube e que se viu até hoje?

Negócios do estádio, equipa cada vez mais na mesma, formação zero e salários em atraso.

É a marca dele.

Custa ser Presidente? É preciso ser bom gestor para consegir isto?

Anonymous disse...

Dois meses de salários em atraso que tristeza Lopes de Castro... Bendito sejas ò Yazalde que salvas-te os teus colegas de passarem um Natal sem tusto...
Pior estão os jornalistas do Póvoa Semanário que não viram o salário de Novembro nem o subsídio de Natal... Que tristeza sr. TAVARES e dona catarina... no meio de tantas penhoras a máscara vai-vos cair. Nem o brasileiro de Laúndos vos salvou.

PVZ disse...

A formação de atletas resulta.

Apostem nas camadas jovens.

Martinho disse...

Um espetaculo tudo aquilo que se diz acerca das minudicençias mas a verdade é que os salários continuam em atraso e o passivo do clube está sempre a aumentar esse sim é a capacidade que tem para fazer encaixes mas pela negativa.

Anónimo disse...

Continua-se sem receber desde Novembro faço aqui um apelo ao Tony q faça um post só disso pode ser q mobilize a cidadania poveira