terça-feira, 24 de março de 2009

barracas e barraquinhas


De um leitor revoltado:


Depois da destruição da Avenida dos Banhos os corruptos não param e vão destruir o areal poveiro.
Ao falar-se de “Bares de Apoio”, não estamos a falar de umas barraquitas sem importância para vender gelados ou língua da sogra, estamos a falar em milhões de euros e milhares para corrupção.


Senão vejamos:


Café de “La Plage”, Enseada, Discoteca IT, do Fernando Vieira cedido à exploração a um francês por 300 mil euros, valor das obras 200 mil euros.


Diana-Bar, valores de oferta ao "Preto", que não soube aproveitar, 250 mil euros.


Guarda-Sol, valor de passe, 350 mil euros.


Barraca de Gelados, do “Malcriado” da EDP, passa-se 75.000 euros.


Budha; renda mensal paga pelos Espanhóis ao Ferreira da Costa, 15.000 euros.


BAR-Náutico, valor de construção 150 mil euros.


Bar da Praia, do Alex Arriscado, valor de passe 250 mil euros, gasto em corrupção para os três alargamentos, 50.000 euros.


Todos eles pagam irrisórias rendas ao Estado, roubaram o areal aos Poveiros, e ganham-se fortunas, a começar pelo Arquitecto do regime recomendado para toda a obra do género.


E o fim a que foram destinados? Cumprem com o seu dever?


Haja vergonha!


Amigo leitor, quero-lhe dizer que estou comigo, quer dizer, consigo.

20 comentários:

Anónimo disse...

quero uma barraquinha dessas...
bbuuuuuuuááááááá
mama quero uma barraquinha

Anónimo disse...

Este post foi retirado de um comentário feito no blog do professor (L)uís (G)onzaga (C)astro.

povoa de varzim online disse...

Deve ser o mesmo leitor que mo enviou por e-mail há uns dias. Se a intenção é insinuar que roubo algo está muito enganado, amigo.

Anónimo disse...

Não sei se viramhoje no telejornal Armação de pera no Algarve está com o mesmo problema com esses ditos apoios de praia, ainda quero ver quanto me vão cobrar por tomar um duche nesses ditos apoios e apoios de quem??? vai ser um tal de ver esses apoios lotados de vazilhame de cerveja barris etc... esperem para ver.

hehehehehehe
hehehehehe
hehehe
hehe

Anónimo disse...

E ainda há uma outra situação muito estranha nisto de barracas, barraquinhas e barracões da cãmara Municipal da Póvoa de Varzim. Há um espaço camarario na zona da lota, mais concretamente o local onde existiu o bar Plastic, que está encerrado há meses. Será que a renda está a ser paga todos os meses? Não andam a brincar com o dinheiro que deve entrar na autarquia? Estão a impatar para aguardar a chegada do verão numa tentativa de angariar dinheiro fácil atraves de um Passe sem sentido e ilegal? Em que situação está o contrato de concessão desse espaço quando não devem faltar interessados em recupera-lo? Bem são questões tão pertinentes como as dos mamarrachos, mudando apenas os números em questão, ou até não!

Anónimo disse...

O Plastic reabre a 11 de Abril, e pelos vistos quem ficará responsável por aquilo será o parolo do filho do dono do Lota. No entanto a gestao ficará a cargo do Fábio Marques (RP do Hit Club) e do DJ Player (Produtor da Mixtape Reprogramação).

Anónimo disse...

É só uma troca de parolos, pelo menos sai um falido e entra um com dinheiro!

Anónimo disse...

O Miguel Camões está falido?

Anónimo disse...

Barracas e Barraquinhas, foi enviado para o PovoaOnline em primeiro lugar,
por Email. Comentado depois no blog do professor Luís Gonzaga Castro, online. O seu a seu dono.

Anónimo disse...

Como e em que moldes é que o filho do dono do Lota e Guarda-sol ficou com o espaço do Plastik... A CM atribui a exploração a esse rapaz com base em quê? Alguém sabe explicar?

Anónimo disse...

Mas afinal o Plaztik é de quem???!!!! O batedor oficial de costas do Budha entregou aquilo ao Dj Bacalho?!O homem com tantas palmadas para dar ficou sem tempo para gerir o tasco, ou tascos porque ao que parece tb tem um restaurante em que os clientes pagam pela decoração porque comida caput...nem ve-la!

Anónimo disse...

Sem concurso publico se é isso que que saber

Chegou e disse...

O que mais me preocupa é excesso de zelo dos "proprietários" que julgam ter o direito de negar a venda de gelados para a mesa, o uso do WC sem consumir, ocupar uma mesa 4 pessoas e duas delas não pedirem nada, etc. Aconteceu e vai continuar a acontecer, a não ser que seja afixado um regulamento, tipo edital, com as normas de funcionamento para evitar abusos. Apoios/bares prá frentex com asnas de madeira, etc., com "proprietários" retrogados. É verdade que o chalé do Gusto à beira das piscinas vai ter direitos de exploração por 45 anos?

Sou contra, estes apoios. Onde tem cafés é atravessar a rua, onde não tem um ou outro de dimensões mais reduzidas. Uns mictórios sim, qb, doutra maneira é a pouca vergonha do pessoal a mijar na praia, seja de dia ou de noite. Onde pensam que mijam os tipos que estão a beber umas cervejinhas em frente à Blockbuster? Na praia, claro.


...tirou o chapéu e foi-se.

Anónimo disse...

Para quem acha que a Praia da Póvoa da Póvoa precisa de mais apoios tomem nota. Ligados por uns escassos 50 metros temos o Farol, os 2 Bares do Desportivo da Póvoa, 2 Bares das Piscinas, Budha e Náutico. Mas são os do costume... ou serão os dos "costumes".

Anónimo disse...

Já não há Poveiros. Os Povoenses, tomaram conta do Poder.

Anónimo disse...

O Miguel Camões nunca teve nada, não tem onde cair morto. Os investimentos eram da Irmã. Perante o desemprego o moço arranjou emprego no Budha. A Câmara não tem nada com o negócio ( ou não quer) a Irmã do Camões passou o Plastik ao Bacalhau. Ou seja os espaços públicos tornaram-se no negócio do século.

Anónimo disse...

Isso a ser verdade é um caso que roça a ilegalidade ou a burrice. Como é que alguém vai comprar o passe de um espaço com direitos de concessão? E como é que a Camara Municipal permite tal coisa? Para além disso como se Passa algo onde não existe negócio e com vários meses de renda em atraso? Isto realmente cheira mal e muito, sendo burrice ou ilegalidade o cheiro é o mesmo....muito mau!

Anónimo disse...

O que falta dizer a que os apoios de praia são estruturas provisórias para praias que não tenham na sua Urbanização próxima infra-estruturas que prestem esse mesmo apoio. Hora não é o caso da Praia da Póvoa, que peca por defeitos, não lhe faltam, "apoios" fora e dentro da praia. O que se assiste é pura corrupção de uns quantos desenfreados sem vergonha, que não se importam de vender o espaço Público para seu enriquecimento pessoal.

Anónimo disse...

M E N T I R A

Anónimo disse...

Quem nao sabe o que diz mais vale tar calado.
Informem-se antes de tomar como verdade qualquer merda que lêem na net...